Translate this Page

Rating: 3.3/5 (2465 votos)




ONLINE
1







TNE: COTAÇÕES DO AGRONÉGOCIO 

TNE: COTAÇÃO DO DOLAR

TNE-Taru Noticias Entretenimento Seu Jornal Eletrônico

Promova sua página também

 

 

 

                                                       

 

 


WEB NOVELA :A PRISONEIRA DO AMOR

 

 TODA SEXTA-FEIRA AS 21:00 HORAS

SEXTA-FEIRA:02/12/2014

HORA-21:00:00

 WEB NOVELA :A PRISONEIRA DO AMOR

AUTOR: MSPCJR

PROTAGONISTAS:BARBARA e Roberto.

SINOPSE:Barbara é filha de um dos homens mais poderosos do Rio de Janeiro.Mas não é feliz.No seu intimo sente estalar a força da rebeldia e do prazer.Um dia,um acontecimento inesplicável modifica a sua vida:Barbara torna-se prisoneira de uns delinquentes e a sua vida corre grave perigo.Entre seus sequestradores,encontra-se o jovem e atraente Roberto.Poderá o amor nascer entre duas pessoas condenadas a se odiar-se?

 A PRISONEIRA DO AMOR é uma maravilhosa web novela de coragem,amizade e paixão.

SEXTA-FEIRA:19/12/2014

HORA:21:00:00

WEB NOVELA:A PRISONEIRA DO AMOR

1º CAPITULO

Sentada na areia da praia de Copa Cabana, a jovem olhava o mar.Distraida ,parecia não notar a presença de Cesar.

Cesar: eu te amo.

A jovem esbolsou um sorriso.Em breve iria fazer 18 anos.Ele acariciou-lhe os ombros. 

Cesar:Estou apaixonado por uma jovem que não me pertence, nem sente nada por mim.

A jovem beijou-o.Não podia acreditar que Cesar não se percebesse da atração que exercia sobre ela.Sempre que seus corpos se tocavam,era como se dez mil fogos se acendesse no  seu sangue.Não devia ver-se,nem falar-se.Mas como negar-se?

Ele retribuiu o beijo.segurando a cabeça entre as mãos,baixou até

que ela se deitou sobre a areia e os seus lábios desceram para a barriga da jovem.

Barbara:Não...não faça isso.Não devemos.

Cesar: Estou louco por ti.Se me pedisses,deixaria a  Raquel.

 As carícias tornaram mais intensas mas,quando Cesar começou beijar-lhe o pescoço,o corpo dela tornou-se tenso.

Cesar: Querida,que aconteceu?Não esteja nervosa.

Barbara:Cesar ouvi,um ruido.

Cesar levantou-se e dirijiu-se para a floresta.Olhou para todos os  lado,tentando penetrar a escuridão com os olhos.Quando voltou,ela acabara de tirar a roupa e corria para o mar.

Cesar:Espera!

Ela o chamou-o e logo a sua voz foi abafada pelo som das ondas.

Ele correu e, ao chegar á beira mar,ja não conseguiu vê-la.O seu primeiro pensamento foi que talvez tivesse acontecido um acidente,mas imediatamente o descartou ela,ele e Sebastião tinham aprendido a nadar ainda crianças.

Cesar:Barbara?- chamou,desconcertado.Logo reparou em uma cabana de sape á distância.começou a nadar velozmente.Mas nesse momento,ouviu a voz dela,angustiada.

Barbara: Não venhas?Não venhas!

Cesar começou a nadar mais depressa na sua direção,mas verificou que,por sua vez ,a jovem avançava para ele,tentando fugir de algo ou de alguém.Foi ao seu encrontro e abracou-a. 

Cesar: Amor,que se passa?Assusta-me

  Barara:Vamos,vamos embora daqui.

Com o corpo coberto de água.Cesar ajudou-a a sair da água.Ela apenas repetia que deviam vestir-se,ir para o carro e sair dali.

Pouco depois,a respiração dela acalmou.

Cesar:Temi que tivesses sofrido um acidente.

Barbara:Penso que vamos ter problemas.

Cesar:Que queres dizer com isso?Que aconteceu?

Barbara: Penso que temos de avisar a Polícia e que iremos ser implicados.Vi um cadaver no mar.Foi horrível .

Cesar deixou-a á porta de sua casa.Decidiram que Barbara falaria com seus pais e que,depois

formalizaria a denúncia.

Deste modo,tentariam evitar o escândalo.Barbara estava noiva de Sebastião há mais de um ano.Cesar mantinha relações com Raquel,a melhor amiga de Babara.Ninguém devia saber que  tinham estados juntos aquela noite.

Trocaram um beijo de despedida e ela correu para casa .Ali tinha nascido e passado a infância feliz de uma jovem rica,filha única  de um dos mais prestigiosos empresario do Rio de Janeiro.

Mãe:De onde vens esta hora?

Barbara:O pai,preciso falar com o pai!

Marcos ficou surpreendido quando a  viu.Barbara falou sobre o cadáver que encontrara.

Marcos: com quem estavas?

Marcos:Minha esposa não acredito que a minha filha tenha estado na praia sozinha á noite.

Marcos:E se ela veio ter connosco foi porque não pôde resolver o problema.Eu estou disposto a ajudá-la,mas primeiro tenho de saber a verdade.

Barbara:Desde que entrei não fizeste outra coisa se não tratar-me como se eu tivesse assassinado a  mulher  que está no mar.

Marcos: Com que estavas?

Barbara:Pai,que interessa com quem estava?

Barbara:Tens razão,não fui com Sebastião.Por isso,vim pedir-te ajuda para evitar o escândalo.

Marcos:Com quem estavas,Barbara?Fala a verdade para poder te ajudar minha filha.

Barbara:Com Cesar.

Mãe:Barbara!Ele esta noivo de Raquel,sua melhor amiga...

Marcos:Eu chamarei a Polícia.Direi que tivemos uma discussão e que tu pegaste na mota e,para acalmar,foste á praia tomar banho noturno.E foi assim que encontraste o cadáver.Ordenou o pai:

Marcos:Não voltará ver Cesar.Se me chegar aos ouvidos que ele andas a te procurar,denuncio-vos á Polícia.

Conforme tinha prometido,telefonou a Cesar contando-lhe a conversa com os pais. Recusou a proposta dele para se encontrarem no dia seguinte.

Recordou as palavras ameaçadoras do pai e sugeriu que deixassem de se ver por alguns dias.

Barbara fez declaração a polícia no dia seguinte.Relatou a versão oficial.Um dos polícias  informou que tinha localizado cadáver.Barbara quis saber se o haviam identificado,ao que o polícia respondeu que esperava fazê-lo nas próximas horas.

Naquela manhã,Barbara não foi ao curso pre-paratório de ingresso á universidade.Dirigiu-se para o clube,onde Raquel a esperava.Ao vê-la aproximar-se,Barbara pensou que nunca poderia competir com a amiga.Raquel era japonesa.A beleza exótica da pele morena,juntava uns olhos rasgados orientais,a doçura e a suavidade das mulheres do seu pais.Raquel veio com seus pais para o Brasil aos 7 anos de idade e hoje ela tem 18 anos.

 Barbara venceu três partidadas de baralho.Quando se separaram,Raquel acompanhou Barbara até a moto.

Raquel:Barbara,não me leve a mal,mas não acredito na  tua história.

Barbara:Porque não?

Raquel:Bom,o teu pai e tu estão sempre a discutir desde que lhe impôs Sebastião como noivo.Porque haverias de ficar tão furiosa a ponto de sair de casa?

Raquel:Porque te mentiria?Para esconder o quê?Que não estava sozinha.

Barbara:Mas,Sebastião estava em São Paulo...

Raquel:Não me refiro ao Sebastião.ar

Barbara:Não confia em mim amiga.

Raquel:Oh,Barbara desculpa.Estou dizendo coisas.É que desde ontem estou de mau humor.O Cesar prometeu que íamos ao cinema,mas não apareceu.Telefonei para casa dele e não estava.

Barbara apressou-se a chegar até á sua moto.Ergueu a cabeça e viu uma grande moto estacionada na rua;sentado nela estava um jovem que,ao longe,parecia ser um belo homem.

Barbara:Quem é ele?

Raquel:não o conheces?chama-se Pedro .Dizem que é escultor.Está proibido de entrar no clube.Suponho que não pertence ao nosso meio.Nota-se a distância.

Barbara:Mas,então,que faz aqui?

Raquel:Suponho que está esperando alguém.Seja como for,não é por mim que espera,o que me alegra.

Barbara passou junto do rapaz olhando-o descadaradamente e lançou-se m direção a casa. Minutos depois,percebeu que ele a seguia. Quando o jovem lhe fez um sinal para que parasse,ela não se negou.

Pedro sabia o seu nome,conhecia a casa em que vivia.Tinham crescido na mesma cidade,embora ela nunca tivesse visto.Ele,pelo contrário,há já muito que lhe seguia os passos,procurando uma oportunidade para se próximar.Barbara desculpou-se com o pretexto de estarem a sua espera e marcaram um encontro no dia seguinte.

Ao chegar a casa,Barbara pensou que não estava certo o que fazia.Brincava com fogo.Não estaria com Pedro no dia seguinte.Quando entrou em casa,Cesar conversava com seus pais na sala.Ao vê-la,correu ao seu encontro e abraçou-a.