Translate this Page

Rating: 3.3/5 (2465 votos)




ONLINE
1







TNE: COTAÇÕES DO AGRONÉGOCIO 

TNE: COTAÇÃO DO DOLAR

TNE-Taru Noticias Entretenimento Seu Jornal Eletrônico

Promova sua página também

 

 

 

                                                       

 

 


TNE NOTICIAS NEWS CIDADES PRÓXIMA Á TARUMIRIM

SABADO:13-12-2014

HORA-16:20:52

1ª NOTICIA NEWS CIDADE:IPATINGA

Uma tragédia ocorreu na Avenida Pedro Linhares, na tarde desse sábado (13), por volta das 15h, em Ipatinga. Uma carreta de combustível explodiu na via que liga a cidade a Coronel Fabriciano. Três pessoas morreram no local. O combustível em chamas entrou pela tubulação de água de chuva e várias bocas de lobo começaram a expelir chamas altíssimas. O combustível em chamas desceu pela rodovia e vários veículos foram totalmente incendiados. A Polícia militar confirmou pelo menos três mortos na tragédia. A carreta estava carregada de combustível pertencente ao Posto Gentil.

Bombeiros e Polícia tentaram controlar a situação. A Polícia militar confirmou pelo menos três mortos na tragédia. A carreta estava carregada de combustível pertencente ao Posto Gentil. A coluna de fumaça podia ser vista a quilômetros de distância. Os corpos foram totalmente carbonizados. Várias viaturas dos Bombeiros estiveram no local. Error loading media: File could not be played Morreram no local os ocupantes da carreta: Miguel Bonifacio de Andrade, de 22 anos, Pedro Alves da Silva e Florisvaldo de Souza Franco, de 44 anos, motorista da carreta. Todas as vítimas eram da cidade de Periquito. Um dos ocupantes da carreta foi socorrido pelos Bombeiros e levado para a UPA de Ipatinga e depois transferido para o Hospital Márcio Cunha. Edson Pereira da Silva, 36 anos, teve várias queimaduras. Com o corpo em chamas, ele conseguiu sair do veículo e sobreviveu. Os bombeiros tiveram muito trabalho para remover os restos dos copos das ferragens da carreta. Eles foram levados para o IML de Ipatinga. A carreta levava 35 mil litros de gasolina e seguia de Belo Horizonte para Periquito. O combustível em chamas desceu por uma das vias da rodovia. Uma cena típica dos filmes catastróficos do cinema. Toneladas de gasolina em chamas entraram pela tubulação a o todo momento eram ouvidos estouros, vindos inclusive debaixo do chão. Na ribanceira, por vezes brotavam grandes chamas no meio da terra. Os postes foram atingidos, assim como os fios de alta tensão, colocando em risco os carros de resgate, da Polícia e da nossa reportagem. A catástrofe só não foi maior porque a violência das chamas era tanta que pode ser vista a tempo por outros motoristas que deram meia volta ao se depararem com elas. A Polícia rodoviária interditou o trânsito nos dois sentidos da via, e não há previsão de liberação. Uma mistura de cinza e óleo tomou conta das pistas. Segundo a Polícia Militar Rodoviária, é provável que o trânsito seja liberado somente no domingo pela manhã. Acompanhe mais detalhes atualizando essa página em alguns instantes.

FONTE:SITE PLOX

veja as fotos  acidente abaixo:

fonte:plox 

fonte:PLOX

QUINTA-FEIRA:20-02-2014

HORA-23:20:04

1ª NOTICIAS NEWS CIDADE:INHAPIM 

 

INHAPIM – Mais uma vez um adolescente de 15 anos foi apreendido por porte ilegal de arma no bairro Santa Cruz em Inhapim. O jovem foi conduzido na última quarta-feira (19) após brigar com a mãe e ameaçar a avó e o tio. Esse mesmo menor foi preso com drogas e arma em janeiro passado. A avó contou que o neto teve um desentendimento com a mãe, quando ambos entraram em luta corporal. E ao chamar a atenção do neto ele mandou que ela calasse a boca ameaçando-a de agressão. Neste momento o tio do menino interviu na discussão. O menor foi até um pasto nos fundos da residência e voltou com uma arma de fogo, e o tio correu com medo de que o sobrinho atirasse. No local a PM conseguiu abordar o menor que já não estava com a arma na mão. Durante as buscas no meio do mato a polícia encontrou uma arma de fogo municiado com quatro cartuchos intactos. O menino foi apreendido por porte ilegal de arma, além de lesão corporal contra a mãe e ameaça contra o tio, e apresentado na delegacia de policia civil de inhapim. O menino desde 2012 acumula vários envolvimentos em diversas ocorrências, entre elas: desacato, lesão corporal, furto, receptação, tentativa de homicídio, porte ilegal de arma e trafico de drogas.  

 

  1ª NOTICIAS NEWS CIDADE: TIMÓTEO

 

 

Homem com várias passagens na polícia é assassinado TIMÓTEO – Dois homens foram detidos acusados de um assassinato na noite de terça-feira (18) em Timóteo. Eles foram conduzidos para esclarecer o suposto envolvimento no homicídio de Anderson de Souza Oliveira, o “Paulista”, 25 anos. Uma terceira pessoa acusada de participar do crime ainda está sendo procurada. “Paulista” foi assassinado na rua Colômbia no bairro Esplanada. A perícia da Polícia Civil constatou que a vítima foi atingida por seis disparos, sendo dois nas costas, três na cabeça e um no abdômen. Segundo a polícia, a vítima era conhecida no meio policial, acusado de vários roubos e participação em uma tentativa de homicídio. Durante o rastreamento, a polícia recebeu denúncia anônima informando o nome de três pessoas que estariam envolvidas na morte de “Paulista”. Duas delas foram localizadas e levadas para a Depol.

 

  1ª NOTICIAS NEWS CIDADE: IPATINGA:

 

 

PC investiga golpe aplicado por agência de veículos CONFORME INVESTIGAÇÕES, OS DONOS DE AGÊNCIA, APÓS APANHAREM VÁRIOS VEÍCULOS DE TERCEIROS, VENDIAM OS CARROS E FUGIAM COM O DINHEIRO Divulgação PC Este carro também foi usado como produto do golpe sendo apreendido IPATINGA – A Delegacia de Acervo (recém-criada pela Delegacia Regional de Polícia Civil de Ipatinga) investiga uma série de golpes que foi aplicado por uma agência de veículos localizada no Centro da cidade. Conforme as investigações, os donos da concessionária, após apanharem vários veículos de terceiros, vendiam os carros e fugiam com o dinheiro adquirido na transação. Os acusados não foram encontrados nem pelas vítimas (que não receberam nenhum valor pela venda do carro), nem pela polícia. Segundo o Delegado Gilmaro Alves, responsável por um dos inquéritos em relação ao caso, se os acusados não se apresentarem espontaneamente, ele poderá oficializar na Justiça o pedido de prisão preventiva de todos os envolvidos. Caso As investigações sobre o caso começaram no ano passado depois que uma mulher deu queixa de que não havia recebido nenhum valor de um carro repassado a uma agência de veículos localizada na avenida Claudio Moura. Consta nos autos que a vítima deixou seu veículo Fiat Uno com o empresário Tales Perpétuo, um dos acusados de envolvimento no golpe, e com o pai dele, Itamar Perpétuo Neto. Na negociação ficou acordado que Tales venderia o carro pelo valor de R$10 mil. A vítima, no entanto, afirma não ter recebido nenhum veículo em troca, muito menos o valor negociado. Em seu relato à polícia, a vítima contou que algum tempo depois ficou sabendo que Tales havia negociado seu veículo com outra pessoa. “O comprador deu R$3,5 mil e um Chevette de R$2 mil, totalizando uma entrada de R$5,5 mil. O restante seria pago em seis prestações de R$500, o que chegou a ser efetivado por cinco vezes, ou seja, por onde passou foi deixando suas vítimas”, detalhou o delegado. O veículo só foi apreendido tempos depois, devido a impedimento ao veículo no site do Detran-MG, lançado pela dona do caso. O carro foi apreendido na cidade de Itambacuri, no Vale do Rio Doce, em posse de terceiros. Diversas diligências foram efetivadas para tentar localizar Tales e seu pai. Conforme investigações, os acusados fugiram após aplicarem o golpe em vários clientes, causando grande prejuízo. Estelionato Consta no sistema judiciário que Tales já responde por mais de 70 processos no artigo 171 do Código Penal (estelionato). Na ficha criminal do acusado consta que ele não tem domicílio fixo. “Ficou constatado então que Tales manteve em Ipatinga um sistema qualificado de fraudes, escondendo-se atrás da agência de carros para a aplicação dos golpes”, finalizou o delegado Gilmaro.

 

2ª NOTICIAS NEWS CIDADE: IPATINGA

 

 

Acusado de matar ex-candidato a prefeito de Ipatinga é assassinado em Belo Oriente José Luzia respondia pela morte do ex-candidato Amantino Oliveira e foi assassinado a tiros na noite de segunda-feira [imagem25568] BELO ORIENTE – O homem que respondia pelo assassinato do ex-candidato a prefeito de Ipatinga, Amantino Oliveira (PSOL), foi executado na noite da última segunda (18). José Luzia da Silveira, 43 anos, foi encontrado morto no Córrego do Cirino, zona rural, Belo Oriente, baleado com tiros na cabeça e no abdômen. José Luzia foi preso em janeiro de 2012, na cidade de Tarumirim, no Vale do Rio Doce, três anos após a morte do ex-candidato. Ele acabou ganhando a liberdade seis meses depois. Ao ser detido por policiais civis, ele negou estar por trás da morte de Amantino. As motivações, conforme apurado em inquérito, seriam passionais: Amantino teria tido um caso extraconjugal com a ex-mulher de José Luzia. [imagem25569] Relembre o caso O ex-candidato a prefeito, Amantino Oliveira, foi assassinado no fim da tarde do dia 24 dezembro de 2008, na Avenida Luiza Nascimbene, no Bairro Vila Celeste, em Ipatinga. A vítima, que era membro do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL), foi atingida por um tiro de revólver calibre 32 no ombro direito, disparado pelo carona de uma motocicleta. Amantino morreu na frente da esposa, e de uma de suas filhas, uma adolescente que, na época, tinha 16 anos. Na ocasião, chegou até a se cogitar uma motivação política por trás do crime, devido à participação de Amantino no pleito eleitoral de 2008, meses antes. Ele foi o principal acusador, na campanha eleitoral, do ex-prefeito Chico Ferramenta, fazendo acusações diretas contra o candidato. ‘Medo de surra’ Quando preso, José Luzia foi taxativo ao afirmar que não teve nenhuma participação no homicídio. “Eu tenho minha consciência limpa, não devo nada e estou tranquilo”, pontuou o acusado, que trabalhava como mototaxista. Indagado acerca do porquê de estar foragido desde a época do crime, ele declarou: “Eu sou um homem que sempre tive medo de surra. E como me falaram que suspeitos sempre apanham, eu não quis ficar por aqui. Estou com 41 anos, nunca fui preso e nunca apanhei. Então era medo de apanhar”, disse José Luzia à época. A autoria e motivação do assassinato de José Luzia ainda são desconhecidas.